Liziero está sendo observado pelo Bordeaux, da França. O São Paulo soube do interesse de dirigentes do clube europeu em ir ao Morumbi na terça-feira para ver o jogo contra o São Caetano e acompanhar o desempenho do garoto de 20 anos, titular pela primeira vez na vitória por 2 a 0. Não há confirmação se eles estiveram no estádio.

Embora não tenha conhecimento específico sobre o monitoramento do clube francês, o técnico Diego Aguirre trata a situação com naturalidade.

– Não tinha ideia. O Liziero foi uma opção que consideramos também por informação do Jardine. Ele mostrou que tem capacidade de jogar no São Paulo. Isso vale muito. Logicamente que um jogador que joga com a camisa do São Paulo, não só o Bordeaux, mas todos os times do mundo podem querer – disse o uruguaio, em entrevista exclusiva.

Nos bastidores do Tricolor a informação é de que o presidente do Bordeuax, Stéphane Martin, estava no Brasil antes do jogo e mostrou interesse em ir ao Morumbi.

Na França, no entanto, o representante apontado como quem pode ter ido ao estádio é Charles Camporro, ex-diretor de futebol do Bordeaux que mora no Brasil há algum tempo.

Ele participou, por exemplo, das negociações envolvendo Pablo e Malcom com o Corinthians. O clube francês, aliás, passa por mudanças e poderá ser vendido para investidores americanos.

Contra o São Caetano, Liziero se destacou principalmente pelos passes verticais, característica que ele disse ter desde a base. O atleta revelado em Cotia tem contrato com o Tricolor até fevereiro de 2020 e afirmou ser fã de Xavi, ídolo do Barcelona.

Liziero passou a ter espaço no São Paulo após a demissão do técnico Dorival Júnior. O auxiliar fixo André Jardine indicou a promoção do atleta ao profissional e ele foi usado contra RB Brasil, CRB e São Caetano (primeiro jogo), sempre como reserva.

Fonte: GloboEsporte

Responda