Foi no sufoco, mas o Chivas Guadalajara é o primeiro classificado para o Mundial de Clubes. Na noite desta quarta-feira, a equipe mexicana perdeu para o Toronto FC por 2 a 1, levando o troco depois da vitória na semana passada pelo mesmo placar no Canadá, mas ganhou na disputa de pênaltis por 4 a 2, em Zapopan, e conquistou a Liga dos Campeões da Concacaf. O título garante ao time composto apenas por naturais do país a representar a confederação que reúne as nações da América do Norte e Central no torneio programado para dezembro, nos Emirados Árabes.

O Chivas não ganhava o título da competição continental há 56 anos. O time foi o primeiro campeão, em 1962, na então chamada Copa dos Campeões da Concacaf. Do outro lado, o Toronto perdeu a chance de ser o primeiro time da MLS (Major League Soccer) a disputar o Mundial de Clubes.

O jogo

Com a vantagem do empate, os mexicanos ampliaram suas condições ao abrirem o placar aos 18 minutos, quando Orbelín Pineda recebeu de Rodolfo Pizarro e tocou na saída de Alexander Bono. Os visitantes, no entanto, não se abateram e igualaram pouco depois. Aos 24, Nicolas Hasler descobriu Altidore na área, e o experiente atacante americano não desperdiçou. Aos 43, os Reds viraram, com o italiano Giovinco sendo servido por Marco Delgado e chutando no canto direito da meta defendida por Rodolfo Cota.

O duelo seguiu aberto e intenso na etapa final, com ambas as equipes levando perigo. Já nos acréscimos, Delgado recebeu livre dentro da área, mas bateu por cima, desperdiçando a chance de garantir o título para o Toronto e a consequente vaga para o Mundial.

Na disputa de pênaltis, o Chivas converteu as quatro que bateu. Jonathan Osorio acertou o travessão na segunda cobrança do Toronto, e Michael Bradley isolou a bola por cima ao fim da quarta série, dando o título para os mexicanos.

Fonte: GloboEsporte

Responda