Caetano Veloso é o nome mais recorrente na relação de músicas da trilha sonora da supersérie Onde nascem os fortes, atual atração da TV Globo no horário das 23h. Levando-se em conta que há discreto vocal de Caetano ao fim da canção Todo homem (2017), ouvida na voz do autor Zeca Veloso em gravação propagada na abertura da série, o artista – em foto de Fernando Young – está presente como cantor e/ou compositor em nada menos de seis fonogramas selecionados para a trilha sonora (nem todos estarão no álbum que será editado com parte dessa trilha).

Além de dar voz às músicas Alguém cantando (Caetano Veloso, 1977), Asa branca (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, 1947) e Canto do povo de um lugar (Caetano Veloso, 1975), Caetano é o autor de Como 2 e 2 (1971) e o parceiro de Péricles Cavalcanti na versão em português de música de Bob Dylan intitulada Negro amor (1977). Tanto Como 2 e 2 quanto Negro amor reverberam na supersérie Onde nascem os fortes na voz cristalina de Gal Costa.

A cantora, a propósito, também é nome recorrente na trilha sonora da série, na qual também é ouvida na gravação original de Vapor barato (Jards Macalé e Waly Salomão, 1971).

Fonte: G1

Responda