Duas camisas pesadas se encontrarão nesta quinta-feira. Estudiantes, da Argentina, e Santos se enfrentam em Quilmes, às 21h30 (de Brasília), pela terceira rodada do Grupo 6 da Libertadores.

A equipe argentina abriu a terceira rodada como líder da chave com quatro pontos, um a mais do que o Santos. Na rodada anterior, o Estudiantes venceu o Real Garcilaso, do Peru, por 3 a 0, em La Plata.

Quem é o Estudiantes?
Tradicional na América do Sul, o Estudiantes foi fundado em 1905. Tentando rivalizar com o Gimnasia de La Plata, cerca de 20 estudantes decidiram criar o clube. Curiosamente, todos estes eram associados do rival da cidade e estavam incomodados com a falta de espaço ao futebol.

O Estudiantes tem quatro títulos de Libertadores: 1968, 1969, 1970 e 2009. Na Argentina, conquistou seis vezes o campeonato nacional, ficando atrás de River Plate (36), Boca Juniors (32), Racing (17), Independiente (16), San Lorenzo (15), Vélez Sarsfield (10) e Alumni (10, da época do amadorismo).

Líder do Grupo 6
Além de vencer o Real Garcilaso, o Estudiantes estreou na competição com um empate sem gols contra o Nacional, no Gran Parque Central, em Montevidéu. Pela Libertadores, após a partida desta quinta-feira contra o Santos, o time argentino terá mais um jogo em casa (Nacional) e dois fora (Santos e Real Garcilaso).

Campanha pífia no Argentino
Se o Campeonato Argentino terminasse hoje, o León de La Plata não se classificaria para a Libertadores do ano que vem. É apenas o 10º colocado da Superliga Argentina, com 32 pontos. São nove vitórias, cinco empates e sete derrotas em 21 partidas. Além disso, o Estudiantes não vence há três jogos no torneio. No último sábado, o time argentino empatou com o Velez Sarsfield em 3 a 3, fora de casa.

O zagueiro do Santos, David Braz, disse em entrevista coletiva, no CT Rei Pelé, que o técnico Jair Ventura já conversou com o elenco santista. Além disso, ressaltou que passará sua experiência para os mais novos.

– Grande equipe, forte, ofensiva e bem fisicamente. Equipe que disputa bastante a bola aérea, competitiva, muitos cruzamentos… A gente acompanhou esse jogo (contra o Real Garcilaso). Jair tem nos passado informações e estamos procurando estratégias para neutralizar essa forte equipe que vamos enfrentar – analisou o defensor, que é dúvida para o duelo desta quinta-feira.

– Vamos passar para eles que nesses jogos precisamos de equilíbrio, estarmos bem fisicamente. Vão nos exigir muito a cada jogada. Temos que suportar todas as divididas. É experiente, vão catimbar, provocar para que sejamos expulsos. Temos que estar atentos, concentrados do começo ao fim. Sempre difícil jogar fora, principalmente contra os argentinos. Vamos passar isso a eles para que saiamos com um bom resultado – completou.

Um provável Estudiantes é: Mariano Andújar; Facundo Sánchez, Desábato, Jonathan Schunke e Gastón Campo; Gomez; Lucas Rodríguez, Giménez e Lattanzio; Juan Otero e Lucas Melano.

Já o Peixe deve ir a campo com: Vanderlei; Daniel Guedes, Lucas Veríssimo, David Braz (Luiz Felipe) e Dodô; Alison; Arthur Gomes, Renato (Léo Cittadini), Jean Mota e Rodrygo; Eduardo Sasha.

Fonte: GloboEsporte

Responda