Festejado em 23 de abril, data que é feriado na cidade do Rio de Janeiro (RJ), São Jorge tem sido evocado por compositores desde que o samba é samba. Na fé de Jorge – single ora lançado por Dudu Nobre com clipe que será posto em rotação a partir de hoje, dia do santo – se junta a um cancioneiro que inclui músicas como Auto de São Jorge (Carlos Lyra e Paulo César Pinheiro, 1994), Jorge de Capadócia (Jorge Ben Jor, 1975), Lua de São Jorge (Caetano Veloso, 1979), Medalha de São Jorge (Moacyr Luz e Aldir Blanc, 1992), Ogum (Claudemir e Marquinho PQD, 2008), Ogum é São Jorge (Roberto Martins e Ari Monteiro, 1952), São Jorge (Hermeto Pascoal, 1979), São Jorge (Ari Monteiro e Newton Teixeira, 1946) e São Jorge dos Ilhéus (Alceu Valença, 1975), entre muitas outras composições.

Partideiro carioca revelado nos anos 1990 como discípulo de Zeca Pagodinho, devoto do santo, Dudu Nobre professa a fé em Jorge na companhia do rapper paulistano Rappin’ Hood. Dudu celebra Jorge na cadência do samba mais pop, com balanço que evoca o samba-rock. Já Hood discursa com a prosódia do rap. Com fé maior do que a inspiração, ambos saúdam o santo guerreiro com versos recorrentes no cancioneiro composto em louvação a São Jorge.

O single Na fé de Jorge foi lançado nas plataformas digitais na última sexta-feira, 20 de abril, com distribuição da gravadora Som Livre.

Fonte: G1

Responda