Se você não é mulher, talvez não seja capaz de dimensionar o tamanho do problema que é ser assediada nas ruas. Na tentativa de conscientizar homens de que assédio sexual não é cantada nem é legal abordar mulheres nas ruas, a Pontifícia Universidad Javeriana de Bogotá, da Colômbia, criou o jogo mobile Poder Violeta.

O game coloca você na pele de Violeta, uma moça que só queria chegar em tempo a uma entrevista de emprego. Ela acordou atrasada e precisa de agilidade para desviar de transeuntes no metrô, mas esses não são os únicos obstáculos: alguns rapazes resolvem abordar a jovem de diversas maneiras diferentes durante o caminho.

Além de assobios e “cantadas”, muitos passam a mão na moça sem qualquer pudor. Quando isso acontece, você pode escolher ignorar, gritar ou se defender: se mais pessoas apareçam para a ajudar, a coisa é rapidamente resolvida, porém, como nem sempre as pessoas tomam parte nesse tipo de situação, muitas vezes gritar ou tentar se defender não resolve nada.

Fonte: TecMundo

Responda