A Google comentou durante o evento I/O que vai exigir que as fabricantes de smartphone atualizem os smartphones de clientes, principalmente no que toca uptades de segurança. Segundo a empresa, essa pressão já será realizada no momento de realização do contrato com a fabricante.

Em uma palestra durante o I/O, o líder da área responsável pela proteção do Android, David Kleidermacher, ainda reforçou mudanças na política, segundo 9to5Google: “Nós também trabalhamos em incluir atualizações de segurança nos contratos com nossas fabricantes parceiras. Isso vai levar a um aumento massivo no número de dispositivos, e usuários, recebendo correções regulares”.

A Google libera patches de segurança mensalmente. Neles, são encontradas correções de bugs e possíveis brechas descobertas. Porém, muitas fabricantes acabam atrasando as atualizações para usuários.

Com a nova mudança, as fabricantes terão que se mexer para deixar os usuários mais seguros rapidamente, contudo — e infelizmente —, a Google não detalhou qual será a periodicidade para a liberação dos patches.

Fonte: G1

Responda