Quando Harry Styles soube da greve dos caminhoneiros, resolveu ir até a salinha da produção brasileira da primeira turnê de sua carreira solo no Brasil.

Além de cantar (sem a intensidade e os falsetes do álbum, mas sem decepcionar tanto), e de fazer poses, ele toca. Saca o violão em “Two Ghosts” e guitarra em “Stockholm Syndrome”, interrompida por um minuto.

Harry pensou que alguém da plateia estivesse passando mal. Perguntou pelo menos dez vezes se todos estavam bem antes de voltar a tocar.

No fim de “Meet Me in the Hallway”, anda pelo público e vai até um palquinho entre a pista vip e a normal. Toca versões acústicas de “Sweet Creature” e “If I Could Fly”, outra do One Direction.

Harry é um menino bom, não só nos palcos, mas ainda em evolução. Mesmo assim, quem gosta de pop bem feito tem dever de ficar atento aos próximos passos do rapaz.

Setlist de Harry Styles em São Paulo:
“Only Angel”
“Woman”
“Ever Since New York”
“Two Ghosts”
“Carolina”
“Stockholm Syndrome” (One Direction)
“Just a Little Bit of Your Heart” (Ariana Grande)
“Medicine”
“Meet Me in the Hallway”
“Sweet Creature”
“If I Could Fly” (One Direction)
“Anna”
“What Makes You Beautiful” (One Direction)
“Sign of the Times”
Bis

“From the Dining Table”
“The Chain” (Fleetwood Mac)
“Kiwi”

Fonte: G1

Responda