Aos menos 50 funcionários da LG Electronics foram demitidos nesta quarta-feira (13) na fábrica de Taubaté, interior de São Paulo. Segundo o G1, os cortes foram motivados pelo alto volume do estoque e pelo cenário do mercado, com a instabilidade do dólar. Outra medida afeta mais 437 funcionários: a LG anunciou férias coletivas há alguns dias.

De acordo com a empresa, os cortes aconteceram no setor de produção de celular — não há informações se mais pessoas serão demitidas. A LG vem enfrentado dificuldades no mercado de smartphones há um bom tempo, e você pode saber mais sobre isso clicando aqui.

Sobre as férias coletivas, companhia disse ao G1 que a “a pausa é para adequar a produção com a demanda da empresa e vai acontecer por 15 dias começa a partir da próxima segunda-feira (18). O retorno está previsto para o dia 3 de julho”.

Além de celulares, a fábrica de Taubaté também produz itens de linha branco, monitores e recebe o callcenter da LG.

Fonte: TecMundo

Responda