As plantações japonesas vinham enfrentando um problema sério com o aumento da população de javalis e cervos. A origem disso tudo está no século 19, quando a caça de lobos acabou levando as duas espécies nativas das ilhas à extinção. Avance pouco mais de um século e os lobos estão de volta, mas agora como robôs.

Batizado de Super Monster Wolf, essa máquina detecta outros animais através de um sensor infravermelho e emite 18 tipos de sons diferentes, incluindo gritos humanos, rugidos e até mesmo os sons de uma espingarda atirando. Ele também pisca as luzes de LED vermelhas dos olhos, o que só contribui para completar o aspecto demoníaco.

A boa notícia é que o robô parece estar funcionando. Ele entrou em testes em plantações na cidade de Kisarazu e acabou com o problema de pássaros e herbívoros, assustando todos os animais que se aproximam do local. O vídeo abaixo, publicado pelo jornal Asahi Shimbun, dá uma demonstração do funcionamento, com o Super Monster Wolf soltando alguns uivos.

O projeto foi desenvolvido por equipes da Universidade de Hokkaido e da Universidade de Agricultura de Tóquio e usa uma bateria que pode ser carregada com luz solar como fonte de energia. Os testes mostraram que ele consegue proteger uma área de aproximadamente 1 km². A versão final do robô começará a ser vendida em setembro e custa cerca de R$ 6 mil, em conversão direta.

Fonte: TecMundo

Responda