A negociação entre Anselmo e o clube de futebol árabe (cujo nome é mantido em sigilo) ganhou um novo capítulo. Após o empresário do volante, Vinícius Prates, entender que a oferta não era boa para seu cliente e indicar sua permanência no Sport, as conversas prosseguiram e podem ter um desfecho em breve. Emprestado pelo Inter, Anselmo tem contrato até o final do ano com o Leão.

Ainda na semana passada, os árabes ofereceram 4 milhões de euros (cerca de R$ 17,9 milhões, na cotação atual) pelo jogador. O Colorado aceitou a proposta, mas aguardava o aval de Anselmo e seu procurador. Após a negativa inicial, a situação evoluiu, como revelou o vice de futebol do clube gaúcho, Roberto Melo, após o empate com o São Paulo, no Morumbi:

– Temos trabalhado nisso, todas as partes. Acho que deu uma avançada. O Inter aceitou a proposta. Agora a questão está mais com o atleta e seu representante, que busca mais valorização para o atleta. Deu uma evoluída. Quem sabe, nas próximas horas ou dias, consigamos resolver.

O Inter tem contrato com Anselmo até o final de 2019 e 70% dos direitos econômicos do jogador. O Joinville é detentor de outros 30%. Para ficar com o volante, o Sport tem direito de cobrir a proposta feita pelos árabes, mas não deve fazer valer esse direito.

O Leão também poderia ficar com 10% do volar da transação, mas a chamada “cláusula de vitrine” no empréstimo de Anselmo foi retirada na negociação entre os clubes por Rithely, que deve ter seu empréstimo ao Inter oficializado após se recuperar de cirurgia no tornozelo esquerdo.

Fonte: GloboEsporte

Responda