A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou na tarde desta sexta-feira (11), por meio de nota, que foi identificada uma segunda vítima do desabamento do edifício Wilton Paes de Leme, no Centro. Os remanescentes humanos de Francisco Lemos Dantas, de 56 anos, tinham sido achados na última quarta-feira (9).

Os restos mortais achados nos escombros na quarta-feira eram de três pessoas, sendo um adulto e duas crianças, segundo informou a SSP naquele dia. Até então, o sexo e a estatura das vítimas não tinham sido identificados pelo Instituto Médico Legal (IML).

Na segunda-feira (7), a ex-mulher de Francisco, a empregada doméstica Zenaide Melo Sousa, foi ao 3º DP registrar o desaparecimento de Francisco. “Ele estava lá com certeza”, disse.

Um dos filhos de Francisco e Zenaide conversou com a reportagem e disse que tinha falado com o pai duas horas antes da tragédia. “Eu falei que queria me encontrar com ele lá no prédio, mas ele falou que já iria dormir”, disse o rapaz de 16 anos.

Segundo a SSP, agora há seis pessoas desaparecidas. Pelas buscas dos bombeiros, no entanto, são cinco vítimas nos escombros.

Desaparecidos procurados pelos Bombeiros:
Selma Almeida da Silva, 40;
Werner, 10, filho de Selma;
Wendel, 10, filho de Selma;
Eva Barbosa Lima, 42;
Walmir Sousa Santos, 47.
Na última sexta-feira (4), após exames nas digitais, ficou confirmado que o primeiro corpo achado nos escombros era de de Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, de 39 anos. A vítima por pouco não foi retirado do prédio com vida. Bombeiros tinham acabado de colocar o cinto de segurança para puxá-lo para um prédio vizinho quando o edifício em chamas ruiu na madrugada de terça.
Restos mortais achados nesta sexta

Nesta sexta-feira, mais cedo, a equipe do Corpo de Bombeiros localizou novos restos mortais nos escombros. Não se sabe ainda se os restos de ossos eram de humanos.

Veja a íntegra da nota da SSP:
Os Núcleos de Antropologia do IML e de Biologia e Bioquímica do IC identificaram nesta sexta-feira (11), Francisco Lemos Dantas, de 56 anos, desaparecido no desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no Largo do Paissandu, dia 1º de Maio. Dantas estava entre os remanescentes humanos encontrados na última quarta-feira (09). Além dele, já foi reconhecido Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro. Seis pessoas ainda são consideradas desaparecidas.

Fonte: G1

Responda