O Racing garantiu matematicamente sua classificação às oitavas de final da Libertadores, com uma rodada de antecedência, ao vencer nesta quinta-feira a Universidad de Chile, por 1 a 0, no Estádio Presidente Perón, em Avellaneda, com gol do zagueiro Donatti, ex-Flamengo.

O resultado foi bom também para Cruzeiro e Vasco. O time mineiro praticamente garantiu sua vaga – só não avançará se levar uma goleada do Racing na última rodada, e a La U também golear o Vasco, tirando uma diferença de 16 gols de saldo. Já o Vasco, que não tem mais chance de classificação, ainda pode sonhar com a terceira colocação no grupo 5 e garantir passagem à Copa Sul-Americana.

O Vasco, lanterna com dois pontos, precisa vencer a La U por dois gols de diferença, no mesmo dia, em Santiago, para igualar o rival em pontos e ficar em terceiro pelo saldo de gols. Ou ganhar por um gol, a partir de 2 a 1, superando a La U na classificação por ter mais gols como visitante. Caso a equipe brasileira vença por 1 a 0, empatará em todos os critérios com a equipe chilena. Nesse caso, a Universidad de Chile avança por estar mais bem posicionada no ranking da Conmebol.

Mesmo fora de casa e com cinco desfalques – o goleiro Herrera, Jara e Pinilla machucados, Echeverria e Vilches suspensos -, a La U procurou jogar de igual para igual com o Racing no primeiro tempo. Logo aos cinco minutos, Isaac Diaz teve a primeira chance dos visitantes. O Racing tentou responder mas Rafael Vaz, ex-Flamengo e Vasco, salvou o cruzamento. Novamente a La U assustou, com um contra-ataque perigoso, aos 11, mas o chute de Nicolás Guerra desviou na zaga e ficou com o goleiro Musso.

O Racing só voltou a incomodar aos 30, quando Lautaro Martínez obrigou o goleiro Fernando de Paul, substituto de Herrera, a mandar a escanteio uma conclusão que tinha endereço certo. Mas os donos da casa ainda levariam um susto no fim do primeiro tempo, na melhor chance da La U, desperdiçada por Nicolás Guerra, que apareceu livre mas demorou a concluir e foi desarmado pela defesa.

Na volta do segundo tempo, o técnico do Racing, Eduardo Coudet, trocou Diego González e Neri Cardozo por Federico Zaracho e Augusto Solari. As mudanças surtiram efeito, e enfim o time local conseguiu dominar a partida. E mais uma vez Rafael Vaz apareceu com destaque cortando de cabeça um bom cruzamento argentino. Aos sete, Araos falhou e deixou Zaracho livre para concluir a gol, só que o chute saiu à direita.

Àquela altura, sem condições de impedir a pressão rival, só restava à La U apostar nos contra-ataques. E a tática quase deu certo aos 29, numa arrancada em velocidade de Isaac Diaz, interrompida com corte preciso da defesa no limite da área. O Racing, no entanto, seguia dominando a partida, e chegou ao gol aos 35 minutos, com um chute certeiro do zagueiro Donatti, da entrada da área, no canto direito de Fernando de Paul. Para piorar a situação chilena, Lorenzo Reyes foi expulso logo após o gol por tentar agredir o atacante Centurión, dificultando a tentativa de reação dos visitantes.

Fonte: GloboEsporte

Responda