Para obter um objeto via impressão 3D, é necessário criar previamente um projeto de design em um software de computador. Porém, isso deve mudar graças ao RoMA (Robotic Modeling Assistant/Assistente Robótico de Modelagem). Desenvolvido por um grupo de pesquisadores do MIT (Massachusetts Institute of Tecnology) e da Universidade de Cornell, o robô une as tecnologias de impressão 3D, realidade aumentada e um programa CAD (Design Computer Assisted/Design Assistido por Computador).

Com essas especificações, a máquina deve agilizar consideravelmente projetos de modelagem e prototipagem 3D, já que algumas tarefas podem ser feitas de modo simultâneo. “Em vez de projetar modelos 3D na tela do computador, queríamos oferecer aos usuários a oportunidade de trabalhar em conjunto com o robô”, explica o líder da equipe de especialistas, Huaishu Peng.

Sistema garante criação e ajuste de protótipos em tempo real
O sistema de funcionamento do RoMA conta com óculos de realidade aumentada, um controle, plataforma giratória e um braço mecânico. Dessa forma, enquanto o designer/usuário projeta e coordena o formato do protótipo em realidade aumentada, o robô realiza a impressão 3D em FDM (Fused Deposition Modeling/Modelagem por Deposição Fundida). Nesse método, é usado um filamento plástico aquecido em ponto de fusão, que depois é extrudado, camada por camada, para se obter a peça desejada. Veja o vídeo oficial (em inglês) de demonstração:

Os protótipos criados pelo RoMA ainda apresentam um aspecto grosseiro. Entretanto, parecem ser efetivos, especialmente se comparados com a velocidade dos formatos atuais de impressão FDM. Devido ao fato de permitir um trabalho simultâneo entre usuário e o robô assistente, a máquina também facilita o ajuste de um objeto ainda no decorrer de sua produção. Portanto, o resultado final pode ser mais satisfatório.

Fonte: TecMundo

Responda