A discórdia entre Salah e a Associação de Futebol do Egito (EFA, na sigla em inglês) ganhou novos capítulos no fim de semana passado. Contrariado por ter a imagem usada sem autorização no avião da delegação do país que vai à Rússia para a Copa do Mundo, o atacante do Liverpool se manifestou no Twitter na manhã do último domingo sobre sua insatisfação em relação a como estão tentando fazer um acordo, chegando a definir tudo como um “grande insulto” e “deselegância”. Logo depois, uma hashtag em seu apoio tomou da conta da rede social. Mais tarde, o atacante escreveu que um acordo estava encaminhado para solucionar o caso.

– Infelizmente, a maneira de lidar com isso é um grande insulto… Eu esperava que o acordo fosse mais elegante do que isso… – escreveu Salah na manhã de domingo, postando cerca de sete horas depois a seguinte mensagem. – Agradeço a todos pelo seu grande apoio hoje. De fato, a reação foi anormal e fiquei muito comovido com a interação de vocês. Estamos acreditando na promessa para resolver esse assunto e, tomara, encontrar uma solução… Obrigado de novo ❤️

Ramy Abbas Issa, agente do jogador, também voltou a se manifestar sobre o assunto. Desde quinta-feira passada, o empresário passou a postar na rede social uma espécie de contagem de dias com a falta de resposta da EFA sobre o caso. No sábado, tinha sido bem direto.

– Nem sequer fomos contactados para uma resolução! Nada! Silêncio completo! Qual é o plano ?! Acabamos de ver mais e mais cartazes e anúncios que nunca foram criados! Que efeito eles acham que isso está tendo? Alguma coisa boa?! De qualquer forma, o tempo é da essência… – escreveu Ramy Abbas, referindo-se no fim a um termo jurídico relacionado ao prejuízo causado legalmente com a demora na resolução de questões ligadas a problemas contratuais.

O empresário ainda postou que “eles não parecem interessados, não estão ligando”, escrevendo em seguida a hashtag “apoio a Mohamed Salah” em árabe.

Fonte: GloboEsporte

Responda