Em entrevista coletiva após o empate em 0 a 0 com o Ceará, neste domingo, em Fortaleza, pela segunda rodada do Brasileirão, o técnico Diego Aguirre se mostrou otimista com a permanência de Diego Souza e quer dar mais oportunidades para o jogador. O camisa 9 não foi relacionado e vive má fase com a camisa do Tricolor.

– Eu conto com ele. Ele ficou treinando em São Paulo, tem algumas ofertas, mas isso vai ser decidido nos próximos dias. Temos que sentir a vontade do jogador também. Mas é um jogador importante, um patrimônio do São Paulo, que com certeza se ficar, vai jogar muito – afirmou o comandante.

Contratado no início do ano como uma das grandes apostas do São Paulo para o ano, Diego Souza deixou de ser relacionado para alguns jogos e a sua situação no clube ficou complicada.

Devido ao mal momento, o Vasco abriu conversas com o Tricolor para contratar o meia-atacante em troca de Evander, revelação cruzmaltina. No entanto, o São Paulo fez jogo duro e parece estar disposto a recuperar o futebol de seu camisa 9.

Quem vive uma situação totalmente diferente é Everton. Contratado do Flamengo, o meia-atacante estreou neste domingo com a camisa tricolor. Ele teve uma atuação discreta, mas chegou como uma das maiores apostas da temporada para o São Paulo voltar aos trilhos.

– Everton é um fenômeno. Ele está chegando, treinou só um dia com a gente e essas coisas atrapalham. Mas é um jogador de altíssima qualidade e certeza absoluta que vai ser um reforço espetacular –disse o técnico Aguirre.

O Tricolor chega nesta segunda-feira em São Paulo e volta a treinar somente na quarta-feira, na parte da manhã.

Veja outros trechos da entrevista coletiva de Diego Aguirre.

O empate

– Eu esperava outra intensidade no ataque, porque não é somente defender. Não tivemos um jogo como imaginávamos. Tínhamos bons jogadores em campo. Talvez sem centroavante e junto com Valdívia, Everton, procuramos opção com Régis aparecendo pela direita. A intenção é sempre ganhar o jogo. Não estou feliz com o empate, porque viemos aqui para ganhar. Fora de casa é importante não perder, mas sinto que o time tem que dar muito mais.

A estreia do reforço

– Everton é um fenômeno. Ele está chegando, treinou só um dia com a gente e essas coisas atrapalham. Mas é um jogador de altíssima qualidade e certeza absoluta que vai ser um reforço espetacular.

Rodrigo Caio

– Temos que esperar. Ele vai fazer exames e esperamos que não (seja uma fratura). Às vezes o jogador fala porque sente muita dor, mas tomara que não seja nada. Estamos tranquilos. Imaginamos que não vai ser nada grave.

Entrosamento

– Uma coisa que não é o ideal. Claro que alguns erros que nós cometemos são por falta de conhecimento de alguns jogadores. Coisas que aos poucos vão melhorando, mas em pouco menos de um mês as coisas vão se ajeitando. Temos que nos doar mais, ser mais protagonistas e sei que a torcida tem que ter um pouco de paciência. Estamos trabalhando muito para poder dar uma alegria a eles que até agora não aconteceu.

Centroavante

– Às vezes imaginamos um jogo com o centroavante fixo, como o Tréllez, mas depois buscamos outras alternativas porque não estava chegando a bola. E também não é que funcionou. Eu gosto de jogar, obviamente, com um centroavante. Estamos provando e encontrando o melhor rendimento. Temos que nos preparar para o próximo jogo, tentar ganhar e estar nas primeiras posições, porque isso tem que ser nosso objetivo, que é brigar pelo Campeonato Brasileiro.

Fonte: GloboEsporte

Responda