“Ela me deixou…”. Cantado duas vezes em tom esmaecido, logo no início da gravação, o verso da música inédita lançada neste fim de semana por J. Velloso sinaliza uma canção sentimental, embebida na sofrência. Mas logo depois a música cai em ritmo agalopado que realça a ironia destilada na letra de Em paz, composição assinada por esse cantor e compositor baiano – sobrinho de Caetano Veloso e de Maria Bethânia – em parceria com a conterrânea Thati.

Produzida por Luciano Salvador Bahia, a gravação foi feita com o toque do grupo Skanibais. Lançado simultaneamente com clipe filmado com a participação do cantor e compositor Gerônimo Santana, o single Em paz carnavaliza a sofrência e é a primeira música revelada do repertório do terceiro álbum de estúdio de J. Velloso, Não sei se te contei, previsto para ser lançado em maio pelo selo Alá Comunicação e Cultura em edição viabilizada em parceria com a Altafonte.

Em cena desde 1984, o cantor e compositor J. Velloso é também produtor musical, área em que obteve mais relevância por ter dado forma a discos como Diplomacia (1998), projeto lançado há 20 anos em tributo ao então recém-falecido sambista soteropolitano Oscar da Penha (5 de agosto de 1924 – 3 de janeiro de 1997), o Batatinha.

Com repertório autoral, o álbum Não sei se te contei sucederá os CDs Aboio para um rinoceronte (2004) e J. Velloso e os Cavaleiros de Jorge (2009) na discografia do artista, cujo cancioneiro inclui músicas registradas nas vozes de Maria Bethânia, Mariene de Castro, Gal Costa e Daniela Mercury.

Fonte: GloboEsporte

Responda