A Roma não chega à semifinal da Liga dos Campeões desde 1984, ano em que conseguiu seu melhor desempenho na competição e perdeu a final para o Liverpool dentro da Itália. Para voltar a figurar entre os quatro melhores do continente, a Roma precisa superar o Barcelona nas quartas de final.

O treinador do time de Roma, Eusebio Di Francesco, adotou discurso otimista na véspera da partida contra os catalães.

– Estamos aqui para enfrentar uma equipe que está totalmente acostumada a esse tipo de grandes jogos – talvez o time mais forte do mundo. Nosso desejo e nosso objetivo é fazer algo extraordinário e ter uma atitude positiva. Queremos continuar sonhando.

TV Globo e GloboEsporte.com transmitem a partida entre Barcelona e Roma ao vivo, nesta quarta-feira, a partir de 15h45.
Os italianos reconhecem que a missão não será fácil, mas, conterrâneo de Lionel Messi, o zagueiro Fazio garante que a equipe está focada não só nos craques do time catalão, mas no time como um todo.

– A maioria de nós conhece bem o Leo Messi. Ele é o melhor do mundo. Mas não podemos pensar apenas nele. Precisamos nos concentrar em toda a equipe do Barcelona. Temos um grande desafio em nossas mãos. Luis Suárez é um grande atacante, mas mesmo enfrentando ele e Messi, não é só o Barça. Precisamos pensar em nossos pontos fortes e tentar impor nosso estilo de jogo.

Em alta

Quem está com moral no time da Roma é goleiro Alisson. O brasileiro é considerado por Di Francesco como um dos melhores arqueiros do velho continente.

– Alisson é genuíno como goleiro. Ganhamos vários jogos graças às suas grandes defesas. Ele já é um dos melhores da Europa – elogiou o técnico.

Fase de Suárez

Luis Suárez ainda não balançou as redes nesta edição da Champions. Para o treinador da Roma, a situação do uruguaio não passa de uma curiosidade.

– Não é mais do que uma anedota. Ele é um futebolista de grande qualidade, que para o Barcelona é fundamental – disse Di Francesco.

Fonte: GloboEsporte

Responda